Priscila Prade, fotógrafa, nascida em Florianópolis Santa Catarina é especializada em moda, beleza e retratos. Atualmente mora em São Paulo e se interessou pela fotografia na adolescência, aos 14 anos, quando fez cursos teóricos e trabalhou como assistente em um estúdio fotográfico. Desde então, não “largou mais as câmeras”, como diz a fotógrafa, que é filha do escritor Péricles Prade e sobrinha do poeta Lindolf Bell.

Atua na área publicitária e editorial em parceria com grandes clientes, como as maiores Agências e Editoras do País. Aos dezoito anos foi morar em Paris, viagem que fez toda diferença na área da fotografia e que inspirou a criação da sua primeira exposição – Cinema das Almas – fruto desta vivência que foi trazida junto consigo na sua volta ao Brasil. Trabalhando com Revistas renomadas e atuando também em cinema e teatro, a fotografa ministrou em 2006 e 2007 o curso de produção de moda no SENAC (A Produção de Moda na Fotografia) como também palestras em diversos estados do pais.

Lançou em 2009 o livro intitulado Eu queria ser, em 2012 o livro coletivo Natureza e Transformação e em 2015 o livro Impressões, que traz retratos de Jô Soares, Alexandre Nero, Rodrigo Lombardi, Bruno Garcia, Ives Kolling, Paloma Bernardes, Ivo Müller, Luana Piovani, Barbara Paz e Leandro Lima, dentre outros. Entre os mais marcantes, está o do ator Paulo Autran, morto em 2007. “Sempre o admirei desde criança e ele mesmo me chamou para fotografá-lo. Foi um ponto forte de reconhecimento da minha carreira. Gosto muito deste retrato” finaliza ela.

Há alguns anos focada em seu trabalho autoral, busca desenvolver sua linguagem através dos retratos, que é sua grande paixão. Com estética particular, a artista imprime em sua obra uma assinatura mais que pessoal.

Seu estilo é retratista, mas foi na área de fotografia publicitaria e editorial que teve seu reconhecimento nacional. Para a fotografa, renome e reconhecimento vão além de exposições e conceitos da mídia ou até mesmo um ótimo salário, para ela, ser reconhecido é notarem que aquele trabalho só pode ser feito por você e assim ser lembrado ternamente por ele.

É uma das sócias da produtora de teatro Super Amigos (a mesma que trouxe o espetáculo Romance - Volume III, com Marisa Orth)

Como equipamento, Prade diz que prefere a marca Nikon desde o tempo das analógicas, hoje possui 3 câmeras da marca: D810, D3x e D800.

O que me chamou a atenção em Priscila foi sua paixão pela arte, o teatro e o trabalho como fotógrafa para revistas e agências de publicidade, além do reconhecimento é amiga de artistas globais, que gostam da forma como ela os retrata. A preferência tem a ver com a dramaticidade que a catarinense imprime às fotos.