Fábio Borgatto e Júlia Seloti são o casal que formam a liderança do estúdio Duo Borgatto Boutique Fotográfica. Leve e atento aos detalhes, esses poderiam ser os adjetivos usados para descrever o estilo de trabalho do casal que tem uma forma de fotografar que é mais boutique e menos factory. Tudo em dupla, no mínimo, porque a vida começa assim, a dois!

O Casal descobriu novas formas de fotografar, conheceram novas paisagens e confirmam que, em qualquer lugar do mundo, não há nada melhor do que as pessoas, suas histórias e seus amores. E é dessa forma que hoje conseguem imprimir em seus trabalhos um estilo único e reconhecido, uma fotografia quase poética e ao mesmo tempo moderna, espontânea, mas muito bem planejada.

Fábio e Júlia já residiram em Lisboa, hoje possuem estúdios lá e em São Paulo, são casados a 13 anos, conheceram-se em atividades da igreja que frequentam e hoje são pais de Antônia e Vicente.

Abaixo segue entrevista concedida pelo casal.

Fábio há quanto tempo você é fotógrafo?

Fotografo desde que me formei em design, porém não atuava comercialmente como fotógrafo. Eu clicava para capas de cd, bandas ou e acompanhava projetos de publicidade ou imagens para serem usadas em meus projetos digitais como sites e apresentações. Minha carreira de fotógrafo (comercialmente falando, já que agora ofereço este serviço específico) começou há menos de 3 anos.

Júlia há quanto tempo você fotografa noivas?

Cerca de 3 anos, quando fui a Bordeuax para fotografar uma amiga que estava morando por lá. Nesse período (2010/2011) em que morei na Europa foi aonde de fato onde me dediquei a fotografia de pessoas, especialmente as noivas.

Em junho de 2010, eu e o Fábio fomos morar na Europa. Lá a primeira coisa que fiz foi comprar uma câmera portátil. Fizemos várias viagens durante o ano que moramos lá e seu sempre com a portátil registrando tudo para mostrar às nossas famílias. De alguma forma os meus registros tinham um enquadramento e olhar muito particular, por conta das experiências com fotografia de palco e moda que eu sempre acompanhava nos meus jobs.

Qual é a diferença de ser fotógrafo de casamento para os outros segmentos?

Cada segmento tem suas particularidades e não tenho como falar de todos. Mas especialmente no casamento imagino que o fotógrafo tem de curtir o que faz, são muitas horas num evento, sob pressão com a impossibilidade de refazer a cena ou rever o clique. E claro, lidar com emoções, saber usar sua técnica para contar histórias e registrar sentimentos. Então eu diria que o fotógrafo de casamento é um contador de histórias através das imagens. E o que o diferencia é que ele precisa viver essa história com muita técnica e sensibilidade para poder conta-la muito bem.

Qual é o seu estilo de fotografia? 

Fábio: Gosto do termo "lifestyle wedding". Não sou fotojornalista no sentido clássico e não crio um mundo 'fashion' no evento.

Júlia: Estético, planejado e artístico. Busco sempre a composição mais poética de cada cena.

Qual equipamento começaram a fotografar e qual usam hoje em dia?

Sempre usamos Canon full frame. As variações foram de acordo com as atualizações, hoje 6dmk2, 5dmk3, lentes Canon, Zeis e Sigma.

Sua atuação comercial?

Viajar e destinos de aventura/natureza. Mas não trabalhamos com isso hoje em dia.