Tom Leal é fotógrafo, nascido em Santos, litoral de São Paulo. Iniciou sua carreira em 1997, fotografando para sites e revistas especializadas em skate. É proprietário no estúdio A1Fotografia, formado pelo SENAC, possui quinze anos de experiência profissional em fotografia nas áreas da Publicidade, Moda, Retratos e Arquitetura.
Conquistou o seu primeiro prêmio de fotografia em 2002 e desde então obteve premiações e menções honrosas em diversos concursos. Com destaque para o METRO Global Photo, em 2009, com o 1° lugar na categoria Mudanças Climáticas Etapa Brasil; e 11° lugar na etapa Mundial, concorrendo com participantes de mais de 20 países.
Em seu estúdio, na Vila Mathias, desenvolve trabalhos em diversos segmentos e promove eventos culturais. Como educador, oferece cursos e workshops desde 2012 no Estúdio e Galeria de arte A1 Fotografia. Um dos seus trabalhos de maior destaque é o projeto Grafismo Urbano: A Abstração das Formas Sob o Olhar Fotográfico, selecionado pelo SESI-SP para uma exposição itinerante, entre 2010 e 2015, que percorreu todas as unidades do Estado. A partir deste projeto, ministrou workshop e oficinas sobre o tema, oferecidos pela Oficina Cultural PAGU, e também pela Universidade Santa Cecília, ambos em Santos. Foi coordenador e docente no Projeto FOCO CAIÇARA, em 2014 e 2015, e é um dos idealizadores da TUmobgrafia, movimento santista que incentiva o uso de dispositivos móveis na Fotografia.  
Em 2001, o fotógrafo produziu um documentário em vídeo sobre a procissão dos devotos que sobem os 415 que levam até à capela em homenagem à padroeira da Cidade, localizada no topo do Monte Serrat. Doze anos depois, na celebração de 2013, Leal faz um novo registro da festa e m 2014 expos 'Caminho da Fé' na Galeria Braz Cubas, em 29 fotos que traduzem cores e detalhes a essência da maior festa religiosa santista.
Para Leal, o que importa na hora de fotografar é o olhar e não o equipamento. Por isso, boa parte de suas fotos, assim como a exposição citada acima, são feitas pelo celular. “Não diminui a fotografia o fato de ter sido feita com o celular, é tudo sobre o seu olhar”, reitera.