A palestra “Escolha viver” aborda um tema muito importante sobretudo nos tempos atuais, que é a depressão, ansiedade e o suicídio. Assunto que muitas vezes não é abordado dentro de casa e nem nas instituições de ensino, se faz importante por hoje vivermos numa sociedade cada vez mais comparativa, competitiva e também solitária.

Depressão e ansiedade são duas coisas que atingem muitos jovens, estima-se que só no Brasil são 30 milhões de pessoas diagnosticadas, sendo os jovens entre 15 e 29 anos a maior parte das vítimas.

O bullying é um dos grandes fatores que podem corroborar para depressão logo no início da adolescência, podendo se estender na vida acadêmica mais pra frente e também continuar na vida adulta, chegando ao suicídio. São vários os fatores que levam uma pessoa a tirar a própria vida, um acúmulo de culpas e ansiedades.

Um agravante hoje em dia são as redes sociais, que inicialmente tinham como objetivo, mesmo que camuflado, de aproximar as pessoas, e hoje nutrem uma vida de exibicionismo, comparações, competições falsas que acabam acarretando muitas frustrações. Hoje as próprias redes sociais reconhecem o lado negativo e já tomam medidas para amenizar o impacto na vida real dos usuários.

Com um tema super pesado, o palestrante Adan Garrido trouxe toda sua experiência e sua leveza, nos apresentando muitos dados de estudos com muito humor, que é uma porta de entrada para a vida das pessoas. Fazer rir é o começo de uma melhora seja em qual for a batalha. Com trabalhos realizados em sua igreja, ambiente de trabalho como educador físico e trabalho voluntário na Fundação Casa e escolas e universidades, Adan impacta várias vidas e pode ser o start para a procura de ajuda de alguém do seu público. Esse é o propósito de vida de Adan, impactar positivamente a vida das pessoas. “Uma das coisas boas da minha vida é poder ajudar as pessoas, é muito gratificante conversar com alguém ali mesmo pela internet e ser o ponto de partida para a pessoa procurar ajudar”, comenta Adan.