aes black logo 2020

por Isabela Brígido

No dia 20 de setembro realizamos uma visita técnica organizada pelo professor Cláudio Vaz ao jornal da A Tribuna, com o intuito de conhecermos mais sobre a rotina em uma redação. No dia da visita estava ocorrendo uma partida da Libertadores e, quando visitamos a redação, podíamos notar que vários jornalistas estavam assistindo ao jogo. Isso porque eles precisavam esperar o término da partida para que as informações e fotos fossem enviadas e eles pudessem escrever e editar as matérias. Em dias como aquele, normalmente a redação fecha em torno de 1 da manhã.

Na redação também notamos que ela é dividida em mais de um veículo, como o Expresso Popular. Conversamos com a editora-chefe Arminda Augusto, que contou mais sobre a rotina da redação, explicando que as reuniões de pauta começam cedo e que o dia da redação termina tarde. Comentou também sobre como é trabalhar na redação e a edição das matérias, que já possuem formato pronto e que os diagramadores somente inserem os textos a serem publicados, assim como ajustam as fotos. Conversamos também com Stevens Standke, que é um dos editores da AT Games. Ele explicou como é trabalhar nessa parte de games, que há vezes que ele precisa testar vários jogos numa mesma semana para poder resenhar sobre eles e publicar na página da AT Revista, e que por causa da AT Games, já conseguiu participar de vários eventos fechados ao público e ver os lançamentos e noticias ao vivo. Além disso, disse que ao contrário do que muitos pensam não é uma rotina fácil, pois são várias reuniões em lugares diferentes, e que é preciso ser ágil para publicar o mais rápido possível as notícias nessas reuniões. Informou também sobre o evento que estaria ocorrendo no Sesc no final de semana (22 e 23 de setembro): o AT Games - Geek Festival, organizado por ele.

Outro lugar visitado foi a gráfica da A Tribuna. Lá conhecemos os profissionais que cuidam da impressão do jornal, que é distribuído para vários lugares da Baixada Santista. Em dias normais, o trabalho acaba somente depois das 3 da manhã, pois precisam esperar que a redação envie as matérias prontas para impressão. O processo de produção começa com o envio das matérias para a gráfica, onde ajustam o conteúdo nas páginas com o auxílio de ferramentas como uma que calibra a cor da tela para que as imagens e fotos não fiquem escuras demais ou claras demais, passando depois para a impressão de uma chapa que será usada na prensa, que somente começa a trabalhar quando todo o caderno de notícias estiver pronto. Os materiais para que a produção do jornal seja feita são comprados em toneladas e a gráfica possui somente um fornecedor.

Shift Rádio 2019-02
Shift TV 2019-02
Shift Jornal 2019-02